Alunos de Serviço Social do Unihorizontes conhecem de perto a realidade de uma comunidade cigana

|Alunos de Serviço Social do Unihorizontes conhecem de perto a realidade de uma comunidade cigana

Alunos de Serviço Social do Unihorizontes conhecem de perto a realidade de uma comunidade cigana

Membros do Projeto de Extensão Ocupações Urbanas e Direito à Cidade do Centro Universitário Unihorizontes realizaram no mês de outubro uma visita técnica ao Acampamento Cigano no Bairro São Pedro, na cidade de Ibirité. O grupo teve a oportunidade de ter contato com a realidade prática do trabalho do Serviço Social e pode perceber diversas situações de risco e vulnerabilidade social.

Joias, roupas coloridas, tendas alegres, olhares obstinados a desvendar o destino alheio. Esses itens compõem o imaginário popular quando o assunto é o povo cigano. No entanto, não traduz a realidade da Comunidade Cigana naquela cidade. Abandono, dificuldade em vivenciar as tradições, condições insalubres de sobrevivência são palavras que definem a realidade das 14 famílias que residem no local há mais de 3 anos.

O casal de lideranças Itamar Soares e Valdinalva Caldas declarou que devido à falta de território para assentamento das famílias, está ficando inviável a realização de festas, criação de animais, entre outras atividades culturais ciganas. Os entrevistados reclamaram que a cultura cigana está perdendo espaço em virtude desses constrangimentos.

A atividade foi supervisionada pelo professor do curso de Serviço Social do Unihorizontes, Waldeir Eustáquio.

2018-11-28T12:42:50+00:0027.11.2018|Acadêmico, Serviço Social|